Publicidade
BANNER CHANCEY
Publicidade
BANNER CHANCEY
Vale do São Francisco, 20 de Novembro de 2017
Seja Bem Vindo
Postado em 26/03/2017 às 17:27
Veja aqui 5 dúvidas sobre o Tesouro Direto

Com Samy Dana

 

Gostaria de entender um pouco melhor sobre investimento no Tesouro Direto. Cada nova "compra" será somada ao montante original do mesmo título escolhido? As "compras" dos títulos podem ser feitas de acordo com a necessidade e a disponibilidade financeira do comprador (respeitando as regras indicadas)? Existe algum tipo de respaldo financeiro caso a instituição escolhida venha a falir? (Lulu Andrade, de Rio de Janeiro/RJ)

As cobranças de taxas de Imposto de Renda ocorrem pelo prazo. Então é como se estivesse cobrando vários títulos. Lembrando que ele não precisa comprar um título inteiro, ele pode comprar fracionado com o valor mínimo de R$ 30. Ele pode comprar 1% do título, então cada título é como se fosse um investimento independente porque cada um vai ter uma tributação distinta, já que a tributação depende do prazo. Isso também vale para algumas outras taxas, como custódia, que depende do prazo, e para a taxa de administração, que é cobrada por algumas corretoras. Todo dia tem negociação, a pessoa pode comprar e vender de acordo com a disponibilidade. Quanto aos títulos, uma vez comprado, se o dinheiro não estiver na conta da corretora e estiver investido em títulos, quem deve é o governo. Portanto, se a corretora falir, o cliente não perde nada, já que o risco dele é o governo eventualmente quebrar – e esse risco é baixo. É o mesmo que acontece se você comprar um imóvel e a corretora falir, o imóvel continua sendo seu, independente da quebra da corretora.

Tenho uma aplicação no Tesouro Direto IPCA+2019 (NTN do tipo B principal). Gostaria de saber se o rendimento pactuado será pago somente no final. Ou seja, sempre que eu sacar antes do final, aquele valor que é acrescido ao IPCA (por exemplo IPCA + 6,34%) eu não terei direito a nada? Eu só recebo o valor líquido que está valendo no dia? Para eu receber aqueles 6,34% eu tenho que deixar até o final? Uma segunda questão é se vale a pena eu trocar esse título por Tesouro Selic, LCA ou LCI? (José Ubaldo Lomonaco/Jundiaí)


No Tesouro IPCA + é contratada uma taxa e ela só é retornada se a pessoa ficar até o vencimento. Se ela negociar antes do vencimento, pode ganhar mais ou menos do que foi contratado, depende muito do mercado. Com esse valor que ele comentou de 6%, a taxa está menor, então ele ganharia mais. No entanto, é indiferente ele sair desse título e ir para outro do Tesouro. Caso ele não precise do dinheiro e para ele seja interessante ganhar a rentabilidade da inflação, que é esse IPCA +, e uma taxa, vale a pena ficar. Não é necessário mudar de título e nem dá para ganhar mais com isso porque é bastante imprevisível. 

O que eu preciso para investir na Selic? (Moysess Oliver/ Várzea Paulista)

Na verdade, não se investe na Selic diretamente, se investe no título Tesouro Selic – que é um dos títulos do Tesouro Direto. Para isso, você deve se cadastrar no sistema. Como fazer isso? Entre no site do Tesouro Direto, escolha uma corretora – de preferência uma que não cobre taxas – cadastre-se na corretora, transfira dinheiro para sua conta na corretora. Uma vez que o dinheiro estiver lá, você pode investir no Tesouro Selic. Lembrando que a cada vez que investir você terá um certificado da Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia, o qual garante que o dinheiro foi para o título. Esses são os passos básicos. 


Tenho R$ 10.000,00 na poupança e gostaria de fazer um investimento. O Tesouro Direto é a melhor opção no meu caso? Se eu tiver necessidade de resgatar parte desse valor, conseguiria sem problemas ou teria que pagar juros? (Juscelino de Oliveira/ Taboão da Serra)


O Tesouro Direto é uma boa opção. Pode fazer um Tesouro Selic ou escolher um CDB de banco pequeno ou médio com uma rentabilidade acima de 100% do CDI. Vale lembrar que com esse montante investido ele estará dentro do valor coberto pelo FGC. Quanto ao resgate do título do Tesouro Direto, todo dia tem negociação, portanto, a liquidez é diária. Existe uma pequena oscilação dependendo do título, sendo que o que tem menos oscilação é o Tesouro Selic. Pré-fixado e IPCA podem ter grandes oscilações. Por isso, caso pretenda resgatar antes do vencimento, o melhor é o Tesouro Selic. No caso de CDBs, você pode perder os juros se resgatar antes do vencimento e algumas instituições impõem carência para o resgate. Nessa situação, o mais indicado é o Tesouro Direto. 


Gostaria de saber qual a melhor instituição e mais confiável para aplicar no Tesouro Direto? (Valéria da Silva/ São Paulo)

Não faço indicação de nenhuma instituição, mas posso dizer que no site do Tesouro Direto tem o ranking de empresas e taxas. Lá tem todas as corretoras e bancos, estatais e privados, com todos os valores. Ela pode conferir essa lista e checar a reputação da instituição pela internet.

 

Fonte: G1




Deixe seu comentário
Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do portal Vejalogo ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
*Nome
*E-mail
*Comentário

Nenhum comentário registrado


Publicidade
JUAGRO
REFEA CENTER 2017
© Copyright 2015 - Veja Logo. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento ADOIS DIGITAL