Publicidade
BANNER CHANCEY
Publicidade
BANNER CHANCEY
Vale do São Francisco, 20 de Novembro de 2017
Seja Bem Vindo
Postado em 01/08/2017 às 10:43
Desenvolvimento Econômico em Juazeiro: O que muda com a saída de Maraíza?

Nesta segunda-feira (31), alguns setores foram tomados de surpresa com o anúncio da saída da, agora ex-secretária Maraiza Carvalho, do comando da pasta do Desenvolvimento que, com a reforma administrativa implementada pela atual gestão passou a se chamar ADEAP – Agência Municipal de Desenvolvimento, Agricultura e Pecuária.

Óbvio nos parece, em que pese a surpresa de alguns, que a substituição já vinha sendo tratada, haja vista que, no mesmo dia do anúncio da saída, também já ocorreu a posse de seu substituto, o Vereador Tiano Félix (PT), cuja licença para o exercício do cargo executivo, abre espaço para o suplente Florêncio Galdino (PDT), o que fomenta as especulações de que tudo estaria atendendo a projetos de articulações políticas de modo a acomodar interesses partidários, resquícios dos acordos políticos firmados durante a campanha que elegeu o prefeito Paulo Bomfim (PCdoB).

A estas especulações, somam-se outras perguntas que eu mesmo ouvi no dia de ontem, sobre qual teria sido o motivo da saída de Maraiza Carvalho. São especulações e conjecturas naturais de um processo político que, se não forem consideradas, não devem, por outro lado, serem ignoradas, pois são vozes que vêm das ruas e dos segmentos que estão atentos à movimentação dos representantes do povo. Especulam-se, além da hipótese de articulações e ajustes políticos, algum processo de “fritura”, e, geralmente, as pessoas esquecem-se de cogitar a hipótese de motivos pessoais, o que me parece a mais provável, a julgar pelas declarações dadas a imprensa pela ex-secretária, e de quem pessoalmente ouvi também, de tal sorte que acredito nisso, sem, no entanto, deixar de reconhecer que, de qualquer forma, as razões pessoais, acabaram por favorecendo uma articulação política que passa pela composição da Câmara de Vereadores.

O que muda, então, com a saída de Maraíza Carvalho, que tem perfil técnico e empresarial, e que vinha impingindo essa marca nas ações inerentes a pasta, e que agora passa a ser ocupada por um titular de perfil mais político, egresso do poder legislativo, onde tem mandato?

Talvez a pergunta que deva ser feita seria: qual o plano do governo e o que muda nele com essa substituição? Afinal, tendo um plano definido de governo, os perfis técnico e/ou político devem ajustar-se a ele, e não o contrário.

Chamada de governo de continuidade pelos próprios agentes, e cujo slogan promete “fazer muito mais”, o que sugere dar sequência ao que já vinha sendo feito, a atual gestão, cujo mandatário remanesce das hostes da anterior, segue um plano de ações insculpido por ela, e entalhado para ajustar-se a conjuntura atual, de tal sorte que conjecturas e especulações à parte, o que se espera é que a mudança de pessoas e perfis, com seus necessários ajustes, não imponham solução de continuidade, e que venham, realmente, para fazer muito mais, e melhor.

 

Até outra!




Deixe seu comentário
Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do portal Vejalogo ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
*Nome
*E-mail
*Comentário

Nenhum comentário registrado


Publicidade
JUAGRO
REFEA CENTER 2017
© Copyright 2015 - Veja Logo. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento ADOIS DIGITAL